fbpx

Em 20 anos, quatro governadores eleitos do RJ foram presos por corrupção

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

A prisão do atual governador do Rio de JaneiroLuiz Fernando Pezão, na manhã desta quinta-feira (29), consolida uma tendência infeliz na política carioca.

Desde 1998, todos os quatro governadores eleitos para comandar o estado foram presos por corrupção. Antes de Pezão, Anthony Garotinho, Rosinha Garotinho e Sérgio Cabral também foram detidos em operações policiais.

O atual governador do Rio, no entanto, é o primeiro a ser preso exercendo seu mandato. Os outros políticos já haviam deixado o cargo quando condenados.

Além dos governadores, já foram detidos no Rio de Janeiro todos os presidentes da Assembleia Legislativa, de 1995 a 2017 — Sérgio Cabral, Jorge Picciani e Paulo Melodez.

Também foram presos dez dos 70 deputados estaduais, cinco dos seis Conselheiros do Tribunal de Contas do Estado e o procurador-geral do Ministério Público carioca, Cláudio Lopes.

Maurício Santoro@msantoro1978

Foram presos no Rio de Janeiro:
– Todos os governadores eleitos de 1998 a 2014
– Todos os presidentes da Assembleia Legislativa de 1995 a 2017
– 10 dos 70 deputados estaduais
– 5 dos 6 conselheiros do Tribunal de Contas do Estado
– Procurador-geral do MP Estadual

5.141 pessoas estão falando sobre isso

Histórico de prisões

Desde 2016, a Polícia Federal junto com a justiça do Rio de Janeiro têm aprofundado as investigações sobre um grande esquema de corrupção montado em uma das principais cidades brasileiras.

Em novembro do ano retrasado, o ex-governador Sérgio Cabral foi preso pela Operação Lava Jato sob a suspeita de receber milhões em propina para fechar contratos públicos — um mês depois sua esposa, Adriana Ancelmo, foi detida na mesma investigação.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.