ESTADO DO RIO ENTRA EM ALERTA CONTRA O SARAMPO

Acg

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

ESTADO DO RIO ENTRA EM ALERTA CONTRA O SARAMPO

O estado do Rio de Janeiro está em alerta contra o sarampo, de acordo com a Secretaria estadual de Saúde. A preocupação do governo estadual é pela proximidade com São Paulo, que vive um surto da doença. Neste ano foram confirmados 13 casos. Os principais sintomas do sarampo são mal-estar geral, febre, tosse e coriza. A recomendação é que crianças a partir de um ano e adultos até 49 anos que não se vacinaram procurem os postos municipais.

— São Paulo está registrando a ocorrência da doença e os estados têm grande circulação de pessoas, por isso a importância da prevenção. A ação faz parte da recomendação do Ministério da Saúde e estamos colocando em prática. A indicação é fazer a administração da tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola) para crianças a partir de 1 ano de idade e os adultos até 49 anos que não estão em dia com a vacina. Para aqueles que têm dúvida se receberam ou não o dose, a indicação é pela imunização — explica Alexandre Chieppe, médico da Secretaria de Estado Saúde.

A capital paulista já registrou 484 casos de sarampo neste ano, segundo dados da Secretaria estadual de saúde de São Paulo.

O sarampo é uma doença que passa com facilidade de uma pessoa para outra por meio da fala, tosse e espirro. Os sintomas aparecem em média de 10-12 dias desde a data da exposição.

No período do inverno a doença tende a contaminar mais pessoas e se espalhar facilmente. Contagiável pelo ar, o sarampo se propaga em ambientes fechados — aumentando o número de casos em meses mais frios. É uma doença viral aguda, altamente contagiosa, que cursa com febre, tosse, coriza, conjuntivite e manchas avermelhadas na pele.

Veja Também

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

A ação, que é preventiva e recomendada pelo Ministério da Saúde, tem por finalidade reforçar a necessidade da prevenção com a vacina, disponível nos postos municipais. Segundo a Secretaria estadual de Saúde, em 2018, o Rio alcançou 95% de cobertura vacinal para o público-alvo e foram notificados 20 casos de sarampo.

Outra medida a ser realizada pela secretaria é a distribuição de panfletos informativos em rodovias, terminais ferroviários, metrô, BRTs e aeroportos do Rio. O material reforçará a importância de se vacinar e os sintomas.

—Caso tenha viajado, ou se teve contato com pessoas com sintomas da doença, procure uma unidade de saúde mais próxima — reforça Chieppe.

MODELO DE VACINAÇÃO

Crianças a partir de 12 meses de idade – 1 dose de Tríplice Viral; Crianças de 15 meses a 04 anos de idade – 1 dose de Tetra Viral;

De 05 até 29 anos – 02 doses de Tríplice viral, com intervalo de 30 dias;

De 30 a 49 anos – 01 dose da vacina Tríplice viral;

Profissionais de saúde – 02 doses de tríplice viral, com intervalo de 30 dias, independente da idade.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...

Send this to a friend