fbpx

Golpe do roubo de dados pessoais no iPhone acontece no Rio

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Um novo golpe tecnológico está acontecendo no Rio de Janeiro. Num roubo de celular (no caso, um iPhone), os criminosos conseguem retirar o aparelho da possibilidade de buscas e impedir o cancelamento da linha, mesmo a vítima fazendo a solicitação.

Na semana passada, o fato ocorreu com um leitor do Diário do Rio (o qual manteremos a identidade preservada), que relatou a situação:

 

 

 

”Tive meu aparelho celular roubado próximo do escritório onde trabalho, na parte da manhã. Na hora do almoço, adquiri outro e a linha logo começou a funcionar. Vida que segue, nesse ponto.

No fim da tarde, recebi em uma das linhas de celular uma notificação de que meu celular havia sido localizado, para acessar um determinado link para ver a localização. Um pouco mais tarde, recebi uma mensagem de WhatsApp (linha dos EUA) no outro telefone informando que era a Applecare e que a polícia havia localizado meu telefone, periciado e entregue para a Apple, e para que eu acessasse o mesmo link dito acima para preencher um formulário e buscar ou entregarem ou aparelho.

Veja mais

Como achava pouco provável que fosse invenção com tantos detalhes (inclusive meu IMEI e modelos do aparelho informados), acabei logando. Eles, então, obtiveram minha senha da Apple e conseguiram retirar meu iPhone da busca e do cancelamento. Só me restou fazer o bloqueio por IMEI na operadora e abrir um boletim de ocorrência.

Então, fica o alerta, caso vocês tenham um iPhone roubado: a Apple não envia mensagens por WhatsApp ou SMS em hipótese alguma. Confirmei isto pessoalmente com a Applecare por telefone. Por mais que a mensagem pareça 100% crível, não acreditem.”

O analista de segurança em T.I. Gabriel Subtil falou sobre o caso: ”Este tipo de golpe é chamado de Phishing, que tem como objetivo capturar facilmente os dados do usuário, os quais são preenchidos pelo próprio. Por isso, nunca informe seus dados sem verificar a autenticidade da empresa ou da maneira de agir da empresa.”

Comentários
Carregando...