The news is by your side.

Luisa Mell pede prisão provisória de ex-marido com base na Lei Maria da Penha

92

Com base da Lei Maria da Penha, a ativista da causa animal Luisa Mell pediu a prisão provisória do empresário Gilberto Zaborowsky, seu ex-marido, e o acusou de abusos psicológicos durante o casamento dos dois e de ameaças desde o fim do relacionamento. A ação foi protocolada por seu advogado, Angelo Carbone, na tarde de segunda-feira. A crise do casamento de Mell foi exposta quando ela desabafou que passou por um procedimento estético sem a sua autorização, feito no ano passado, após ter sido enganada pelo médico que frequentemente consultava, sob o aval de seu companheiro.

A ativista já tem um pedido de medida protetiva contra Zaborowsky, que não pode não pode entrar em contato com ela nem se aproxima de Mell. Mas, de acordo com o advogado dela, seu ex-marido não está respeitando as restrições e continua fazendo ameaças por meio de telefonemas sem identificação.

“Há o temor que ele venha a agredi-la fisicamente ou até matá-la”, disse o documento protocolado pelo advogado de Luisa, segundo o G1.

Na ação, o advogado também diz que Zaborowsky “é dependente de drogas e com um poder incalculável financeiro, aduz que vai fazer justiça com as próprias mãos”.

“Estamos em busca de calmaria para Luisa. Ela sofre com as pressões psicológicas e agressões verbais. Ela teme até sair de casa. O motivo é um ex-marido que extrapolou as regras e deve ser contido. Ela quer ser feliz, cuidar do filho e poder ir e vir. Para isso, invocou a Lei Maria da Penha”, afirmou Carbone.

No sábado, Mell publicou um texto em seu Instagram desabafando sobre o caso.

“Muitas vezes, eu pensava em sair de casa, mas ia ficando. Questionava se não era eu a louca, como ele sempre afirmava quando eu tentava resistir aos abusos, se tudo aquilo realmente acontecia sem conseguir enxergar o relacionamento abusivo que sofria estando dentro dele. Me perguntava se não deveria aguentar tudo aquilo pelo meu filho. E em nome das minhas inseguranças e por acreditar que ele me amava, segui por anos sofrendo todos os tipos de abusos psicológicos e emocionais dentro de casa”, escreveu Mell.

 

Procedimento estético sem autorização

A artista disse que ficou traumatizada após o procedimento estético sem autorização e que ouviu do profissional que foi um “presente”. A intervenção ocorreu enquanto ela estava anestesiada. Mell afirmou, na época, que está pesando 47 kg e que sempre emagrece em situações difíceis.

“Sim, ele fez uma cirurgia estética em mim sem a minha autorização, me senti violentada. Fora que não precisava, eu amava meu corpo. Me deixou com cicatrizes, deformou minhas axilas e queimou também o meu pescoço. Comecei terapia, comecei tomar remédio, mas mesmo assim está muito difícil lidar com isto”.

Você pode gostar também