fbpx

Pabllo Vittar responde processo por Calote

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Pabllo Vittar terá que responder um processo instaurado pela 11ª Vara Cível de Brasília. Isso porque, artista contraiu uma dívida ao comprar um apartamento para sua mãe em Uberlândia (MG), em fevereiro de 2017.

Na época da aquisição, o imóvel custaria um valor de R$ 146 mil. A drag queen negociou com o proprietário Osvaldo Albino de Oliveira Junior dar R$ 36 mil de entrada e os 110 mil restantes seriam depositados para o dono até dia 20 de abril daquele ano.

LEIA MAIS:

Conar abre processo ético para analisar ação da Skol em clipe de Pabllo Vittar

“Não posso falar nada” dispara Pabllo Vittar sobre rumores de participação em RuPaul’s Drag Race

Entretanto, a cantora não cumpriu o acordo e só depositou R$ 99.000, 50 no dia 24 de julho de 2017. O atraso incidiu juros sobre o saldo devedor, e agora o valor cobrado na justiça está em R$ 16.086,89. As informações são da coluna de Léo Dias, do jornal “O Dia”.

Em resposta à publicação, a assessoria de Pabllo Vittar informou que a artista é “uma pessoa totalmente ilibada. Cumpridora de todas as suas obrigações legais e não tinha conhecimento que tramitava uma ação de cobrança contra si.”, disse a nota. Os representantes de Pabllo ainda afirmaram que ao ter conhecimento do caso, irá tomar as providências necessárias.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.