Polícia finaliza depoimentos sobre CT do Flamengo e conclui inquérito em até 15 dias

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Após ouvir os últimos atletas feridos no incêndio no Ninho do Urubu, a polícia civil concluiu a fase de depoimentos e espera apresentar em cerca de 15 dias o resultado do inquérito que investiga as causas da tragédia que matou dez atletas da base do Flamengo. O clube já foi informado que no mês de maio haverá uma definição.

Já foram ouvidos representantes da atual e da administração anterior do Flamengo, das empresas fabricantes dos contêineres que pegaram fogo, além de testemunhas do incidente, como funcionários e os próprios atletas.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Faltavam os jogadores que ficaram hospitalizados após o incêndio: Jhonata Ventura, Cauan Emanuel e Francisco Dyogo. Como Jhonata teve alta somente há algumas semanas, o trio foi ouvido nos últimos dias pelo delegado Márcio Petra.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Houve também uma série de perícias no local do incêndio. Novas análises no Ninho do Urubu não estão descartadas para que a polícia conclua o inquérito e aponte se houve responsáveis pela tragédia.

A investigação estava prevista para durar até dois meses, mas já chega no terceiro mês no próximo dia oito de maio.

No clube, conselheiros deram entrada em dois requerimentos no Conselho Deliberativo, para cobrar investigação interna sobre o caso. A diretoria alegou que aguardaria a conclusão do caso para dar uma posição sobre os pedidos. Assim que houver uma definição, haverá nova cobrança dos sócios.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Comentários
Carregando...