Presos envolvidos em sequestro do filho de procuradora no Recreio

Entre eles estão um ex-PM e um jardineiro, que trabalhava há 12 anos com a família

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

A Polícia Civil prendeu, nesta terça-feira, quatro dos cinco envolvidos no sequestro do filho de uma procuradora do Ministério Público do Trabalho (MPT), no Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste do Rio. Entre os presos estão o ex-policial militar, Victor Felipe Roque Leal, do 31ºBPM (Recreio), e o jardineiro da família. Um dos acusados, identificado como Daniel de Jesus Cordeiro, continua foragido.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

No dia 11 de abril, a procuradora Monica de Castro foi vítima de um roubo, em sua residência, seguido do sequestro do filho, Luiz Matheus Castro. O jardineiro Ednis Santana da Conceição, trabalhava há 12 anos na casa da servidora e forneceu aos bandidos informações sobre as condições financeiras da família.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O funcionário também colaborou ao abrir a porta para os comparsas e simular estar rendido. Na ação, Luiz Carlos Pereira de Melo e Daniel de Jesus Cordeiro realizaram o roubo de joias avaliadas em cerca de R$ 50 mil e usaram o filho da procuradora como refém.

Luiz Matheus Castro foi levado para um imóvel, em Guaratiba, onde foi mantido em cativeiro, com Taissa Santos Alonso. No local, os criminosos exigiram R$ 300 mil para liberá-lo. A procuradora e a mãe, Antonieta de Castro, pagaram R$ 45 mil e o filho foi deixado na Avenida das Américas, no Recreio, horas depois.
Quem dirigia o carro durante todo o sequestro era o ex-policial militar Victor Felipe Roque Leal. De acordo com a Polícia Militar, Victor foi expulso da corporação em abril de 2019.

Luiz Carlos Pereira de Melo morava a cerca de 700 metros da casa da servidora e era procurado pela Divisão de Homicídios de Niterói (DHNSG). Luiz estaria envolvido com uma milícia acusada de assassinar, no ano passado, cinco pessoas num condomínio do programa Minha Casa Minha Vida, em Maricá.
Assim como Luiz, Ednis Santana da Conceição, Victor Felipe Roque Leal e Taissa Santos Alonso foram presos após operação Hortulanus, da Polícia Civil, deflagrada pela 42ªDP (Recreio). Os criminosos vão responder por roubo qualificado e extorsão mediante sequestro.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...

Send this to a friend