Temer preso. Temer solto. Habeas corpus concedido

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Por unanimidade, a Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu liminarmente (provisoriamente) conceder habeas corpus e libertar o ex-presidente Michel Temer, preso na sede do Comando de Policiamento de Choque, da Polícia Militar, em São Paulo.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Os quatro ministros que votaram (Antônio Saldanha, Laurita Vaz, Rogério Schietti e Néfi Cordeiro) se manifestaram favoravelmente à libertação de Temer e do coronel João Baptista Lima Filho, ex-assessor e amigo pessoal do ex-presidente – outro integrante da turma, o ministro Sebastião Reis Junior se declarou impedido e não participou da sessão.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Os ministros que votaram se manifestaram pela substituição da prisão pelas seguintes medidas cautelares:

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

proibição de manter contato com outros investigados;

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

proibição de mudança de endereço e de se ausentar do país;

entregar o passaporte;

bloqueio dos bens até o limite de sua responsabilidade;

não contato com pessoas jurídicas relacionadas ao processo;

proibição de exercer funções de direção em órgãos partidários.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...

Send this to a friend