Zona Oeste pode ganhar outro bairro em breve

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Os problemas são muitos na Zona Oeste: falta de saneamento, violência, transporte público horroroso, hospitais caindo aos pedaços entre outras mazelas.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Mas para o vereador Marcelino D’Almeida (PP), a ideia de ter mais um bairro na região pode de alguma forma ajudar a Zona Oeste. A Câmara dos Vereadores do Rio está analisando o Projeto de Lei n° 689/2017, de autoria do vereador que cria o bairro Jabour.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Para o político a ideia seria homenagear (?) o seu idealizador e fundador, Abrahão Jabour, imigrante nascido no Líbano, que deu início à sua construção no ano de 1960. O parlamentar explica que o local pertence à subdivisão do bairro de Senador Camará, e integra a Área de Planejamento 5 (AP-5), do município do Rio de Janeiro.

Veja Também

URGENTE!! JOVEM SE SUICIDA NA ZONA OESTE

FALSA POLICIAL CIVIL É PRESA NO RJ

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

“Diversas ruas do bairro ganharam inclusive nomes de cidades libanesas“. Jabour fundou a Jabour Exportadora, que chegou a ser a maior exportadora de café do mundo. E, vejam só, é tio-bisavô da modelo Ellen Jabour”, diz.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Abrahão Jabour começou a construção do Bairro Jabour nos meados dos anos 60, em um terreno de 200.000 m2 que havia pertencido à Companhia Federal de Fundição. A ideia era o de criar um bairro modelo para pessoas de classe média. O bairro atraiu a atenção sobretudo de profissionais liberais, funcionários públicos e militares. O arquiteto Jorge Mauad concebeu um projeto de casas, apartamentos e lojas projetadas harmonicamente entre ruas bem calçadas e arborizadas, praças, igreja, e escolas.

Para homenagear seu país de nascimento, diversas ruas do bairro ganharam nomes de cidades libanesas: Baalbeck, Beirute, Biblos, Saida e Trípoli. Seu projeto original era de prolongar o bairro até a linha férrea do ramal da Central do Brasil, e ali criar uma estação ferroviária do Bairro Jabour, porém perdeu a área para a Companhia Estadual da Habitação do Rio de Janeiro – CEHAB, uma empresa estatal do governo do estado do Rio de Janeiro que tem por objetivo a construção de casas populares para famílias de baixa renda. Na área foi então edificada uma comunidade conhecida como Selva de Pedra

O Jabour ficará compreendido no quadrilátero que envolve os seguintes logradouros: Avenida Santa Cruz, Rua Rodrigues de Freitas, Rua Muril. A região atualmente tem atualmente uma população de mais de 30.000 habitantes,o Braga, Rua Trípoli, Estrada dos Coqueiros e Rua Corte Real.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...

Send this to a friend