fbpx

COM DÍVIDAS, BELO FAZ FESTA DE R$ 150 MIL PARA A NETA

No último final de semana, Alice, neta de Belo comemorou três anos em uma festança com o tema da Barbie. A comemoração contou com 80 convidados no Buffet Espaço Bumxicabum, na Zona Norte de São Paulo.

Organizada por Kadu Rodrigues, diretor da Muito+ eventos, e a decoração foi feita pela empresa Vivo Desejo, que trouxe um clima praiano para a boneca mais famosa do mundo.

Em conversa com o OFuxico, o organizador revelou que a festa custou R$ 150 mil e foi paga por Belo e Gracyanne. “O Belo e a Gracyanne são clientes muito especiais, mas o valor foi pago por eles, só ganharam algumas coisas. A Gracyanne, inclusive, que ficou cuidando de tudo durante esse tempo”.

A assessoria de Gracyanne, por sua vez, contou que a festa não foi paga, mas foi feita à base de permuta. Já os representantes de Belo não retornaram o nosso contato até a publicação desta reportagem.

Problemas na Justiça

Em junho deste ano, ele foi acusado de estelionato. O boletim de ocorrência feito por uma vítima afirmava que o cantor pediu um empréstimo de R$ 50 mil para quitar uma dívida em 2013, com um prazo de dois meses para realizar o pagamento.

“Após inúmeras tentativas de contato que se arrastaram durante anos, via telefone celular e solução amigável do conflito, não foi obtido êxito, motivo pelo qual até a presente data não houve o pagamento da dívida”, diz um trecho do B.O, datado de maio de 2019.

Esta não é a primeira vez que Belo enfrenta a justiça por este motivo. Em fevereiro de 2016, o cantor foi anunciado como um dos integrantes da turnê Gigantes do Samba, ao lado de Alexandre Pires e Luis Carlos. Mas não estreou. Um dos motivos seria uma dívida antiga de R$ 700 mil que Belo teria com o empresário Amadeu Carvalho, proprietário da boate Pink Elephant, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio. Na época, comentou-se que ele faria shows todas as quintas-feiras na casa para sanar a dívida.

Em abril de 2017, um leilão virtual de um lustre de cristal do pagodeiro, determinado pela 5ª Vara Civil do Méier, na Zona Norte do Rio, amortizou uma dívida de mais de doze anos que o cantor tinha com o produtor musical Evaldo Santos, que produziu e arranjou um CD para um grupo de São Paulo que era apadrinhado pelo cantor. O trabalho chegou a ser concluído e foi lançado. Mas, por conta da dívida e da ação que começou em 2005, uma liminar determinou o recolhimento do álbum Parte da dívida tinha sido paga pelo empresário dos rapazes e o restante teria sido assumido pelo artista, que não cumpriu o prometido. A dívida, em valores atualizados da época do leilão, estava em R$ 33.282.93.

A principal dificuldade, alegada por Evando Santos à época, para receber o dinheiro, mesmo tendo recorrido à Justiça, foi o fato de os advogados não encontraram nenhum bem registrado em nome do artista. Por conta disso, em outubro de 2016 foi determinada pela Justiça a penhora “portas a dentro” de objetos considerados “adornos suntuosos”, um recurso utilizados nesses casos para garantir o recebimento pelo credor.

Outro caso bastante comentado é a briga judicial com o ex-amigo e empresário Denílson. Desde 2005 existe um embate judicial entre eles, referente ao momento em que o comentarista esportivo comprou os direitos do grupo Soweto, do qual Belo era vocalista, e terminou algum tempo depois. Em outubro do ano passado, novo round, catorze anos depois. A Justiça determinou o bloqueio do cachê de um show de Belo para quitar a dívida de mais de R$ 4,7 milhões por quebra de contrato. A ação já foi encerrada. Portanto, Belo não pode recorrer da decisão.

A defesa do artista teria argumentado, ainda, que Belo não tem fundos suficientes para pagar a indenização.

Em abril de 2017, Denilson havia mostrado insatisfação com o cantor por meio da internet, no dia do aniversário do pagodeiro. Na ocasião, o ex-jogador – num post que o pagodeiro Thiaguinho fez em homenagem ao aniversariante – alfinetou.

“Só falta aprender a pagar a quem ele deve”, escreveu Denilson.

O marido de Gracyanne Barbosa tentou processá-lo por danos morais, pedindo R$ 500 mil de indenização por danos morais, além de uma retratação pública do comentarista. O cantor gastou muito com advogados e acabou gerando uma dívida de R$ 67 mil. –

Via; O Fuxico.

Carregando...
Botão Voltar ao topo
Fechar