fbpx

DESABAFO DE UMA LOJISTA …

“Trabalhar em shopping é complicado. Você tem que limpar, vender, argumentar e convencer, tudo isso com muita agilidade. Às vezes para dois, três, QUATRO clientes ao mesmo tempo. Se os produtos somem é você quem paga, mesmo mostrando a mochila toda vez que vai embora. Às vezes você fica 6/8/10/12 horas em pé, engolindo a comida sem mastigar para voltar logo para a loja, porque tem uma meta para bater e um gerente que lhe cobra. Mas o gerente também é cobrado. Se você não cumpre o seu, ele não completa o dele. E se ninguém entregar resultados, tchau e boa sorte. O organismo vive sob efeito de vitaminas porque ninguém limpa o condicionador de ar central dos corredores. E na crise ninguém quer gastar, o patrão não entende, tem que vender! E sem meta batida, sem comissão no fim do mês. A maioria dos colegas nem abrem a boca, a competição acaba com o caráter de todos, todos estão atrás do mesmo objetivo. Sabe a faxineira? Ela ouve o tempo todo dondocas incomodadas com elas no banheiro, ou no corredor e até na praça de alimentação. Os seguranças ficam 12 horas andando para cima e para baixo servindo de balcão de informações para gente que nem te olha nos olhos ou sabe agradecer. Lojistas que no dia anterior ficaram até meia-noite arrumando estoque, no dia seguinte às 9:30 da manhã estão lá de novo ostentando um sorriso no rosto para todos que passam. Há dias em que as meninas estão tão cansadas que nem têm saco de ficar se maquiando para ficarem “apresentáveis”, e ouvem reclamação de clientes: “tão bonita, por que não passa um batom?” “Toda cacheada, ficaria linda se tivesse o cabelo lisinho. Acho que combina mais com você.” Intromissão que ninguém pediu, sabe?! O dia que em que a galera se produz, já chega logo cliente assediando. Paciência. Nada de gritar com eles, afinal, você não pode perder a postura, está representado a empresa. Você, cliente, sabe aquele desconto que você pediu e que no final não faria a menor diferença para você? Pois então, esse desconto pode ser só o que faltava para o vendedor bater a meta do mês. E sabe aquela loja que você entrou só para “dar uma olhadinha”? Você derrubou o vendedor da vez dele, agora ele terá de voltar para o final da fila e aguardar toda a equipe atender para ter novamente a chance de fazer uma venda. E você volta na loja e o derruba de novo. Sim, trabalhamos em rodízio, todo mundo precisa vender. Não tiramos ou reclamamos do seu direito de apenas conhecer a loja, mas, por favor, ao menos seja educado, estamos ali para lhe atender. Claro que há os maus vendedores que nem olham para você, mas a grande maioria esta alí porque precisa e fará de tudo para lhe prestar o melhor atendimento possível. Folga no domingo é luxo (às vezes na semana também)! As metas altas muitas vezes não nos permitem ficar em casa. Hora extra? Ninguém recebe um centavo por isso. Então, quando for fazer suas compras, pelo menos responda ao nosso bom dia, boa tarde, boa noite ou ao nosso muito obrigado. Não reclamem quando o vendedor não estiver na porta da loja em pé te esperando, ele está em pé há horas, não questione quando encontrá-lo sentado ou com mais de um cliente para dar conta. Ser vendedor não é fácil, mas é prazeroso. Nossa maior satisfação é quando o cliente volta e diz que adorou o produto que você lhe vendeu ou que gostou do seu atendimento. Ser vendedor é mais que oferecer. Ser vendedor é garantir a sua satisfação.”

Carregando...
Botão Voltar ao topo
Fechar