fbpx

Dormindo mal? Saiba quais fatores podem estar prejudicando seu sono

Sons, temperaturas e até aromas podem afetar a hora do descanso

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

O quarto é o refúgio do sono. Cuidar desse cômodo pode ser tão importante quanto monitorar a própria saúde, porque o ambiente do aposento interfere – e muito – na qualidade da noite dormida.

Sons, temperaturas e até aromas presentes nesse local podem afetar a hora do descanso. A especialista em medicina do sono Aliciane Mota explica que isso acontece porque o corpo precisa seguir uma certa regularidade. “É importante você manter um espaço adequado, sempre do mesmo jeito e seguindo os horários regulares do seu corpo”, diz Aliciane. “Ao dormir, o ideal é contar com luzes baixas, sem agitação e sem barulhos. Isso vai ajudar a pessoa a desacelerar”.

 

 

 

A administradora Isabel Salgado, 63 anos, dormia em um quarto todo branco. Ela decidiu reformar o cômodo para ter mais conforto na hora do repouso. “Resolvi mudar a cor porque chego em casa muito cansada do trabalho e tinha a sensação de que o dia continuava acontecendo”, relembra. Isabel optou por um tom lilás nas paredes. “Pesquisei e vi que essa tonalidade podia trazer a sensação de calma e harmonia. Isso realmente aconteceu”, explica.

Mesmo quando estamos dormindo, o nosso corpo continua registrando sons que estão presentes em todo o ambiente. Segundo a organização americana National Sleep Foundation, os ruídos no quarto podem atrapalhar o descanso, fazendo a pessoa acordar, mover-se e alternar entre os estágios do sono ou sentir uma mudança no ritmo cardíaco e na pressão sanguínea. Isso acontece de forma tão rápida que, na manhã seguinte, boa parte dos indivíduos não lembra.

Pesquisadores concluíram que as pessoas são ainda mais propensas a despertar quando o som tem uma carga emocional muito grande para elas. Isso explica, por exemplo, porque alguns conseguem dormir com o ronco do parceiro ao lado, mas acordam imediatamente com o choro do bebê.

Sons que relaxam
No entanto, alguns barulhos podem nos ajudar na hora de dormir. A médica relata que os chamados ruídos brancos ajudam o corpo a desacelerar e a pegar no sono mais rapidamente. “Ao contrário dos sons emitidos pela televisão, os quais apresentam frequências irregulares, os regulares condicionam o cérebro a descansar. Entre eles, estão os de ondas no mar e também o barulho feito pelo ar-condicionado quando está ligado”, conta.

Um experimento realizado na Universidade de Mannhein, na Alemanha, concluiu que os cheiros também são capazes de influenciar os sonhos. No estudo, quando expostos a odores desagradáveis, os voluntários apresentaram emoções negativas. Quando aromas agradáveis foram introduzidos, as pessoas manifestavam emoções positivas e satisfatórias.

Bagunça que reflete no sono
Se o seu quarto é bagunçado, esse pode ser um dos fatores capazes de desencadear noites maldormidas. De acordo com a doutora Aliciane, a poluição visual acaba confundindo o cérebro. “Em um ambiente desorganizado, o corpo não entende que é hora de dormir”, esclarece.

Em relação à temperatura, a especialista alerta que a ideal é aquela na qual a pessoa se sinta mais confortável. “O certo é evitar os extremos. Durante a noite, o seu corpo aprofunda e superficializa o sono com muita frequência. Se o lugar estiver muito quente ou muito frio, o organismo vai tentar se proteger de alguma forma. Isso faz o descanso ser mais agitado”.

Com relação à umidade do ar, a médica argumenta que deve estar entre 60% e 70%. A melhor forma de deixar o ambiente mais agradável, segundo ela, é com o uso de ar-condicionado. “Esse aparelho, se estiver limpo e em uma boa temperatura, pode se tornar mais adequado do que o ventilador. Isso porque consegue manter um clima constante e não levanta poeira”, explica.

Metrópoles

 

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.