Homem matou filha e enteada asfixiadas e mandou foto para a família

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

M

O sepultamento das irmãs Edmilly Geovana Tavares, 8 anos, e Priscila Beatriz Tavares Almeida, 3, aconteceu no final da tarde dessa quinta-feira (16/05/2019), no Cemitério da Vila Rio, em Guarulhos, na Grande São Paulo. Elas foram mortas por Clayton Almeida de Jesus, pai de Priscila e padastro de Edmilly, na última quarta-feira (05/05/2019). As informações são do UOL.

Segundo investigações da Polícia Civil, o homem é suspeito de asfixiar até a morte as duas. Ele teria matado as duas meninas para se vingar de uma suposta traição da esposa. O crime aconteceu na casa do casal, também em Guarulhos.

 

Veja mais

O suspeito também teria tirado foto dos corpos, gravado um áudio admitindo a autoria do crime e encaminhado à esposa e a familiares. Logo que receberam o material, o avô e o tio das vítimas chamaram a polícia. As crianças foram encontradas mortas e abraçadas sobre a cama do casal.

No áudio, Clayton afirma: “No domingo foi um dia especial, o [dia] das mães, porque foi o dia que a minha esposa se batizou na igreja. E nós estávamos as famílias todas juntas. Mas no fim do dia ela me confessou que ela me traía com o encarregado dela. Mas eles vão lembrar o resto da vida o que eles fizeram”.

 

Clayton também admitiu à polícia ter cometido o crime e que havia premeditado desde domingo (12/05/2019), dia em que a esposa teria confessado uma suposta traição. As investigações apontam que ela se converteu a uma nova religião recentemente e precisaria “admitir suas imperfeições” e não mais mentir.

Clayton planejava assassinar também os filhos do homem com quem a esposa o traía.

 

Comentários
Carregando...
JÁ CURTIU A NOSSA PAGINA?

Send this to a friend