JEROMINHO DIZ QUE SAIU DA CADEIA PARA SER PREFEITO

Acg

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

.

CONDENADO POR CHEFIAR MILÍCIA, JEROMINHO DIZ QUE SAIU DA CADEIA PARA SER PREFEITO

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O ex-vereador do Rio de Janeiro, Jerominho, que foi acusado de comandar a maior milícia do Rio de Janeiro, anunciou, em um vídeo, sua pré-candidatura à Prefeitura da cidade. Jerônimo Guimarães Filho ficou preso por mais de dez anos, de dezembro de 2017 a outubro de 2018.

“Muita gente às vezes fala: ‘Ele saiu da cadeia e quer ser prefeito’. Quero, sim. Sou homem, sou lutador, sou guerreiro”, anunciou Jerominho. “Sou pré-candidato, sim. Sou pré-candidato a prefeito do município do Rio de Janeiro, meu município.”

vítima sobreviveu ao ataque. No início dos anos 2000, o ex-vereador foi acusado de comandar a maior milícia do Rio.

Ele tinha duas condenações que somavam 19 anos e 10 meses de prisão. Mas, depois de ter sido beneficiado com três indultos presidenciais, sua pena foi reduzida para dez anos, quatro meses e 13 dias em regime fechado.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

No vídeo, o ex-vereador diz que foi preso porque queriam colocá-lo longe da cidade. Ele ainda cita o caso de sua filha, Carminha Jerominho, que chegou a ser presa por crime eleitoral, em 2008. Ela foi eleita com mais de 20 mil votos no pleito pelo PTdoB, mas seu diploma foi cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) seis meses após a posse, por arrecadação e gastos ilícitos de recursos. No início de 2012, porém, o TRE decidiu devolver o diploma de Carminha por falta de provas. Atualmente, ela quer voltar para a política.

A CULPA É DO SÉRGIO CABRAL

“Eu não roubei dinheiro do povo. Fui acusado de homicídio por Sérgio Cabral com toda a máquina administrativa para me colocarem mal. Me colocaram a 2.500 quilômetros da minha cidade, que era para me prender e me deixar lá. Mas eu sobrevivi”, disse o ex-vereador, que admitiu ter apoiado o ex-governador, mas que se arrependeu. “Eu vi toda a sacanagem que ele fazia com a população. [Cabral] Prendeu minha filha, que ganhou a eleição quando estava presa.”

Durante a gravação, Jerominho disse também ser um “líder comunitário” e que vai “lutar por uma administração melhor, que não roube o dinheiro da população”:

Veja Também

13 FERIDOS EM ACIDENTE GRAVÍSSIMO EM CAMPO GRANDE

ACIDENTE GRAVE EM CAMPO GRANDE ( VIDEO)

“Foram mais de 500 mil pessoas atendidas em meu trabalho social. Muita gente não quer saber disso. Quem tem de fazer é o governo, é verdade. Mas eu sou um líder comunitário. Eu sempre fui um líder comunitário em minha região”, relatou. “Hoje, nós temos um exército de corações valentes e esses homens estão participando. Sou coração valente e vou lutar pela população.”

No período em que ficou preso, Jerominho chegou ser transferido para um presídio de segurança máxima. Ele foi apontado pela CPI das Milícias, ao lado do irmão, o ex-deputado estadual Natalino José Guimarães, como responsável por chefiar uma milícia na Zona Oeste, a maior da cidade. De acordo com a denúncia do Ministério Publico, a quadrilha atuaria em Campo Grande, Guaratiba, Paciência, Cosmos, Santa Cruz e outros bairros da região e usava o símbolo do Batman para marcar as casas e estabelecimentos comerciais que pagavam por seus “serviços”. Ambos negam as acusações.

https://epoca.globo.com/brasil/video-condenado-por-chefiar-milicia-jerominho-diz-que-saiu-da-cadeia-para-ser-prefeito-do-rio-24009335

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Comentários
Carregando...