Luto! Um dos maiores jornalistas do país, ex-grupo Globo, perde luta para doença

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Na madrugada deste sábado (13), morreu o jornalista, escritor e pesquisador gaúcho Jorge Roberto Freitas. Aos 67 anos, ele morreu vítima de complicações respiratórias.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

As complicações respiratórias são decorrentes de um enfisema pulmonar contraído pelo jornalista. Jorge completaria 68 anos no dia 02 novembro, era casado com Maria da Conceição Silva Freitas, da Universidade de Brasília (da UnB), com quem teve um herdeiro.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Jorge foi um dos fundadores da extinta revista Tição, publicação que era editada pelo movimento negro no Brasil, nos anos 70. O jornalista também atuou como redator da Rádio Continental 1120, que ficou conhecida como a emissora rebelde do Grupo Globo, que lutou com todas as forças pela ditadura militar.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Além disso, o jornalista atuou como repórter do Zero Hora. Vários amigos e colegas de profissão lamentaram a perda repentina do jornalista, que era um apreciador de cinema e torcedor do Internacional.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

A jornalista Rosa Cassa escreveu: “Jorge agora está com Deus, em paz e recebido com amor pelo Pai. Que sua família seja confortada e o tenha no coração agora como um espírito de Luz”. Antônio Libório, um dos colegas de profissão de Freitas, disse que ele era uma das pessoas mais doces com quem tinha trabalhado na vida.

O jornalista lamentou o ocorrido, desejando seus mais sinceros votos de conforto a família. O velório do jornalista acontecerá neste domingo (14/04). O local escolhido para velar o corpo foi capela 6 do Cemitério Campo da Esperança, na Asa Sul, das 9h às 10h30. A previsão de enterro é as 11h.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...

Send this to a friend