Mãe se desespera após bebê ficar queimado com produto infantil muito comum

Acg

.

Quando chega a temporada do verão, o que mais se costuma fazer é sair de casa para aproveitar o tempo, seja na praia, no parque ou em qualquer outro lugar agradável. Mas é preciso ter em mente que deve haver as devidas precauções, principalmente usando protetor solar, já que o sol pode acabar afetando a saúde e causar queimaduras.

Independentemente da idade o uso de proteção contra o sol é fundamental, já que seus raios são bastante perigosos. Em bebês, um tipo de protetor que geralmente se usa é em aerosol. Mas no caso que você verá adiante a utilização desse produto causou um grande transtorno.

Rebecca Cannon é mãe da pequena Kyla, que tem 1 ano de vida. Ela havia decidido aproveitar o bom tempo de sol para levar a menina para dar um passeio e, a fim de tentar proteger a criança de possíveis queimaduras, a mãe usou proteção em aerosol.

Mais tarde Rebecca notou que a menina estava ficando com a pele queimada. No dia seguinte, o estado do rosto da filha ficou ainda pior, fazendo que com a mulher fosse urgentemente para um hospital.

Rebecca não conseguia compreender o motivo da situação, já que havia prevenido a filha. Ao falar com o médico que atendeu Kyla, a mulher descobriu que o problema tinha sido causado pelo próprio protetor solar, que, segundo o profissional, só deveria ser usado em crianças a partir de 4 anos, apesar de na embalagem afirmar que era para ser usado em pessoas com 6 meses ou mais.

Veja Também

DENUNCIA!! NOVO GOLPE!! CUIDADO

HOMEM TENTA SEQUESTRAR BEBÊ EM CAMPO GRANDE

O caso de Rebecca deve servir de alerta para outras mães. É necessários prestar bastante atenção para não escolher o produto errado para os bebês.

Com relação a crianças,  todo cuidado é pouco , mamães e papais tem que abrir os olhos para os pirralhos

Deixe remédios e aparelhos pontiagudos no alto e bem longe das crianças

Comentários
Carregando...