Mulher acorda com a língua ‘peluda’ e fica desesperada; saiba o que aconteceu

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Uma americana, de 55 anos, ficou chocada ao acordar e ver que sua língua estava peluda – o caso até foi compartilhado na revista científica The New English Journal of Medicine.

Pode até parecer algo impossível, mas o fato é que este problema não é tão raro quanto as pessoas imaginam e se chama ‘Língua Pilosa’, uma patologia que, na verdade, deixa a língua com a coloração bem escura, como se de fato fossem pêlos.

Ela sofreu um acidente de trânsito e precisou ser submetida a um tratamento com o antibiótico minociclina. A americana chegou a sentir náuseas e também um gosto muito ruim na boca, mas achou que nada de anormal aconteceria. No dia seguinte, assim que acordou, olhou no espelho que sua língua estava coberta por uma textura espessa, escura, ficando desesperada.

Essa doença é popularmente conhecida por ‘língua peluda’ e acontece com muito mais frequência do que se imagina. Se trata de uma patologia benigna e não há nenhuma chance de se transformar em um câncer, esta é a boa notícia.

A má notícia é que, apesar de haver tratamento, pode deixar traumas no paciente, pois a língua fica com o aspecto áspero, escura, causando grande constrangimento.

Especialistas afirmam que apenas uma pequena parte da população sofre com a ‘língua peluda’, menos de 0,6% dos adultos e isto acontece por causa do acúmulo de queratina nas papilas filiformes, que é a parte da língua responsável pela sensibilidade gustativa.

O tratamento principal da doença é combater o agente que tem provocado a patologia e isto deve ser feito sempre com o acompanhamento de um médico. No caso da americana, bastou suspender o uso do antibiótico que ela vinha tomando e depois de quatro semanas a língua dela voltou ao normal.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...

Send this to a friend