The news is by your side.

𝙉π™ͺπ™’π™šπ™§π™€ π™™π™š π™™π™žπ™«π™€π™§π™˜π™žπ™€π™¨ 𝙣𝙀 π™π™žπ™€ π™—π™–π™©π™š π™§π™šπ™˜π™€π™§π™™π™š π™šπ™’ π™’π™šπ™žπ™€ 𝙖 π™₯π™–π™£π™™π™šπ™’π™žπ™–

53

𝙉π™ͺπ™’π™šπ™§π™€ π™™π™š π™™π™žπ™«π™€π™§π™˜π™žπ™€π™¨ 𝙣𝙀 π™π™žπ™€ π™—π™–π™©π™š π™§π™šπ™˜π™€π™§π™™π™š π™šπ™’ π™’π™šπ™žπ™€ 𝙖 π™₯π™–π™£π™™π™šπ™’π™žπ™–

O número de divórcios no Rio de Janeiro bate recorde em meio à pandemia da Covid-19. Segundo levantamento do Colégio Notarial do Brasil, apenas em 2021 foram registradas 6.039 separaçáes em Cartórios de Notas fluminenses, o maior índice jÑ observado desde o início da série histórica em 2007.

De acordo com o estudo, o nΓΊmero Γ© 8% maior que o observado em 2020, primeiro ano da crise sanitΓ‘ria causada pelo coronavΓ­rus, quando foram verificados 5.570 divΓ³rcios. Antes de 2018, a mΓ©dia de atos realizados era de 3.217 por ano.

Na anΓ‘lise do presidente da Seção Rio de Janeiro da entidade, JosΓ© Renato Vilarnovo, os dados podem ter relação com a possibilidade de realizar o serviΓ§o por meio eletrΓ΄nico. Desde 2020, a plataforma e-Notariado permite casais em comum acordo e sem pendΓͺncias judiciais com filhos menores ou incapazes faΓ§am o processo de forma virtual.

Em nível nacional, outro recorde: apenas em 2021 foram 80.573 divórcios, o que representa um aumento 4% na procura pelo procedimento. Os dados fazem parte da Central de Serviços Eletrônicos Compartilhados, plataforma de dados administrada pelo Colégio Notarial do Brasil. A entidade reúne mais de 8.500 cartórios de notas do país.

 

VocΓͺ pode gostar tambΓ©m