fbpx

Coronavírus: Rio de Janeiro tem mais 60 casos confirmados em um dia e dezenas de suspeitos

 

Coronavírus: Rio de Janeiro tem mais 60 casos confirmados em um dia dezenas de suspeitos

Barra lidera o número de casos e a pandemia causada pelo novo coronavírus avança pela cidade.

Até nesta quarta-feira (25), a Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro registrou só na capital 278 casos do novo coronavírus, a doença já está presente em 53 bairros. A Barra da Tijuca é o bairro onde estão o maior número de casos confirmados, com 44 notificações até o momento. Em seguida vem o Leblon com 34 e Ipanema com 31.

A prefeitura da capital fluminense lançou o Painel Covid-19, onde estão reunidas todas as informações sobre a pandemia que continua assolando o Rio, por exemplo, é possível conferir que há 331 casos confirmados, 167 suspeitos, sendo 31 hospitalizados e 18 internados em UTI.

Uma notícia nesta quarta-feira deixou todos preocupados, pois cientistas revelaram que há um avanço além do normal da pandemia no Rio de Janeiro, assim como em São Paulo e Brasília.

Este avanço da covid-19 está sendo bem mais rápido do que as previsões indicavam, as análises masi recentes mostram que a pandemia está evoluindo de uma forma que em breve não será possível atender a todos.

A situação é gravíssima não só na capital fluminense como também nos municípios do interior. Domingos Alves, que é líder do Laboratório de Inteligência em Saúde da Faculdade de Medicina em Ribeirão Preto, informou que o vírus está se propagando bem mais rápido do que estava sendo projetado há cerca de 20 dias.

Na próxima semana, Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília poderão ter mais de 16 mil casos. Uma das melhores soluções para barrar este avanço é o isolamento social, porém, Crivella está querendo fazer justamente o contrário e liberar que as pessoas voltem ao trabalho a partir dos próximos dias.

Um artigo assinado pelos mais experientes e respeitados especialistas em saúde no Brasil informa o seguinte: “Estamos vivendo uma crise sem precedentes na saúde pública mundial. As medidas restritivas adotadas em diversos países baseadas nos estudos científicos vêm dando resultados concretos. Acreditem na ciência! Ela pode nos ajudar a reduzir o sofrimento e salvar vidas. Permaneçam em casa”.

Carregando...
Botão Voltar ao topo
Fechar