Homem leva esposa grávida a ‘hospital referência’ na Zona Oeste e o que acontece com ela e o bebê é chocante

 

Homem leva esposa grávida a ‘hospital referência’ e o que acontece com ela e o bebê é chocante

Revoltado, o homem já não confia mais no atendimento prestado pelo hospital, considerado de referência.

Um leitor do ACG News entrou em contato com o site para fazer uma grave denúncia. O homem informou que em fevereiro precisou levar a esposa ao Hospital Leila Diniz, na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, que é considerado referência ao atendimento de grávidas de alto risco.

Mas o homem informou que o médico atendeu a sua esposa e disse que ela estava sofrendo um aborto, por isso seria preciso submetê-la a uma ultrassonografia, porém, a gestante afirmava que o bebê em sua barriga estava vivo. Pouco depois o médico avisou que a criança estava no ‘canal’ e ‘já saindo’.

Algumas horas mais tarde a gestante foi conduzida a uma curetagem para que o ‘feto morto’ fosse retirado e o procedimento foi feito, inclusive o casal tem todos os documentos informando sobre o ocorrido.

No dia seguinte a paciente recebeu alta hospitalar e foi para casa, mas dois dias depois começou a sentir fortes dores e precisou ser levada para o hospital novamente, para ser ser submetida a uma ultrassonografia e ver se havia ‘restos do bebê morto’ que deveriam ser retirados.

Chegando ao hospital a mulher foi conduzida para a sala de ultrassonografia e foi constatado que o bebê estava na barriga dela e vivo. O marido diz ter todas as provas e que sua esposa foi conduzida a uma médica para retirar a criança viva, mas que havia pouco líquido amniótico.

“Minha esposa está com risco de vida e meu filho também por um erro terrível. O hospital está tratando ela totalmente negligente, nos vamos lá, eles só pedem ela pra fazer hemograma é ultrassonografia”, disse o homem, questionando se a mulher não precisaria ser internada para tratar do hematoma que eles fizeram e para indução de soro para tentar produzir líquido para o bebê.

“Estou me sentindo lesado por essa saúde falha. Posso perder meu filho e minha mulher por um erro absurdo de um tal hospital referência no assunto”, reclama o homem desesperado, que tem medo até de internar sua mulher, pois já não tem segurança se ela e o filho receberão o atendimento adequado.

 

 

Carregando...
Botão Voltar ao topo
Fechar