Policia prende narcotraficantes na Zona Oeste

 

Que bela porradaaaaaaaaa #viciadodacdd#vaoficartristes

*SEPOL – SECRETARIA DE ESTADO DE POLÍCIA CIVIL*
*SSPIIO/DGPC/41ª DELEGACIA DE POLÍCIA JUDICIÁRIA – TANQUE*

*PRISÃO DE NARCOTRAFICANTES COM A APREENSÃO DE 2 (DUAS) TONELADAS DE ENTORPECENTES DESTINADOS À CIDADE DE DEUS COM PREJUÍZO ESTIMADO EM R$ 15.000.00,00 (QUINZE MILHÕES DE REAIS) À MAIOR FACÇÃO CRIMINOSA DE TRÁFICO DO RIO DE JANEIRO*

Na data de hoje, 02/03/2020, segunda-feira, policiais da 41ª DP – Tanque, coordenados pelo Delegado Titular Dr. Gustavo Rodrigues, prenderam em flagrante delito pelos crimes tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas os nacionais Jean Michel Evangelista Trelha e Fernando Diego Porcino Almeida, naturais de Campo Grande – Mato Grosso do Sul no momento em que transportavam 2.000.000 (dois mil quilos) de substância entorpecente identificada em laudo prévio como MACONHA.

Na ocasião, após intenso trabalho de INTELIGÊNCIA, policiais civis conseguiram abordaram os indiciados antes que a droga fosse entregue no Complexo da Cidade de Deus, na Zona Oeste da cidade, ressaltando-se que a droga vinha embalada em tabletes e acondicionada em fardos envolvidos com substância oleosa para dificultar eventual trabalho de cães farejadores da Polícia.

A ação visa minar o fluxo financeiro da maior facção de narcotraficância do Estado, considerando o alto grau de pureza atestado por laudo pericial, causando um prejuízo estimado em R$ 4.000.000,00 (quatro milhões de reais) diretamente na carga apreendida, bem como potencialmente evitando que o material vendido no varejo gerasse lucros da ordem de R$ 10.000.00,00 (dez milhões de reais) a 15.000.000,00 (quinze milhões de reais) após endolação e comércio individual.

Além disso, a ação policial de inteligência visou interceptar o material entorpecentes antes que chegasse à Comunidade da Cidade de Deus em Jacarepaguá, combatendo, portanto, de forma inteligente e efetiva o tráfico de drogas sem efeitos colaterais indesejados de confrontos em comunidades.

As investigações prosseguirão com base no material de inteligência coletado na prisão em flagrante.

 

Carregando...
Botão Voltar ao topo
Fechar