The news is by your side.

Prefeitura anuncia retomada de construção de quatro novas unidades escolares na Zona Oeste

209

Prefeitura anuncia retomada de construção de quatro novas unidades escolares na Zona Oeste

 

O prefeito Eduardo Paes, o secretário municipal de Educação, Antoine Lousao, e o presidente da Rio-Urbe, Rafael Salgueiro, anunciaram, nesta quarta-feira (11/05), a retomada das obras de construção de dois novos Ginásios Experimentais Tecnológicos (GET) e de dois Espaços de Desenvolvimento Infantil (EDI), todos em Santa Cruz, na Zona Oeste. As obras fazem parte do Programa Fábrica de Escolas, projeto da Prefeitura do Rio que construiu  110 unidades escolares nas gestões anteriores do prefeito Eduardo Paes.Essa estrutura ficou quatro anos parada e era muito simples de ter sido concluída. É inacreditável que tenha ficado abandonada por tanto tempo. No início do novo mandato, me comprometi a retomar as obras. Como é bom voltar e ver essas escolas sendo retomadas. A partir do início do ano que vem, as nossas crianças aqui, de Santa Cruz, vão poder se matricular e fazer o ano letivo numa das escolas mais modernas e sofisticadas dessa cidade – afirmou o prefeito Eduardo Paes, que durante o evento assistiu a apresentações musicais de alunos de escolas municipais da região.

Os Ginásios Experimentais Tecnológicos (GET) fazem parte de um novo modelo de escola que seja polo de inovação, com fomento ao desenvolvimento de competências do século XXI, por meio da abordagem STEAM (Science, Technology, Engineering, Art e Math), aprendizagem baseada em projetos, atividades mão na massa e recursos que prpromovam a cultura digital.
Com propostas inovadoras e soluções criativas, o GET tem um trabalho interdisciplinar, que combina Matemática, Ciências, Tecnologia e Artes. O novo programa da rede municipal de ensino, além da tradicional grade curricular, adotou atividades de informática e robótica. É um conceito pedagógico no qual o conteúdo didático é abordado a partir de necessidades reais, vividas e trazidas pelos próprios alunos de forma colaborativa.
A Secretaria Municipal de Educação já inaugurou, somente neste ano, três Ginásios Experimentais Tecnológicos. O primeiro foi o GET Elza Soares, no Rocha, Zona Norte da cidade, e também fruto do programa Fábrica de Escolas. Os outros dois – Coelho Neto, em Ricardo de Albuquerque, e Cardeal Leme, em Benfica – foram unidades remodeladas para receber os laboratórios maker, parte essencial do novo conceito.
Os GETs que tiveram suas obras retomadas nesta quarta-feira estão localizados no Complexo Jesuítas, em frente ao condomínio Coimbra, em Santa Cruz. Uma unidade receberá alunos do Ensino Fundamental I. A outra terá alunos do Fundamental II. Os dois ginásios terão 24 salas e capacidade para atender 840 alunos cada um, totalizando 1.680 alunos. Já os dois EDIs, em Antares, terão 12 salas e capacidade para atender 300 alunos cada um, totalizando 600 alunos.

– São quatro unidades aqui em Santa Cruz, 19 unidades no total. São esqueletos de obras que estavam paradas e que estamos retomando para oferecer escolas novas à população. São dois EDIs, cada um vai atender a cerca de 300 alunos, mais dois Ginásios Experimentais Tecnológicos (GETs), que é um modelo de educação do Século XXI, com muita tecnologia embarcada. E, mais do que isso, é a educação através da resolução dos problemas pelos próprios alunos – explicou o secretário de Educação, Antoine Lousao.

Fábrica de Escolas
Das 110 unidades feitas pelo Programa Fábrica de Escolas, 84 foram entregues até dezembro de 2016 pelo atual prefeito. Nesta gestão, o programa foi retomado e as escolas voltaram a ser construídas.
Essas unidades que tiveram suas obras retomadas nesta quarta-feira, mesmo com mais de 40% das obras concluídas, ficaram totalmente paralisadas após 2016. Agora, a conclusão está prevista para o final de 2022, incluindo a recuperação das perdas provocadas pela depreciação e degradação causadas pelo abandono das construções.
Passarela na Avenida Brasil
Também para beneficiar a região de Santa Cruz, o prefeito Eduardo Paes e a secretária municipal de Infraestrutura, Jessick Trairi, anunciaram o início das obras da passarela sobre a Avenida Brasil, nas proximidades da Estrada Aterrado do Leme. A passarela vai transpor a via expressa, trazendo mais segurança aos moradores da localidade.

– Iniciamos as obras da passarela na altura da Avenida Aterrado do Leme. Estamos atendendo a uma demanda antiga da população, que precisa acessar os serviços do outro lado da Avenida Brasil. Nossa previsão é concluir essa obra em seis meses. Será uma passarela com todo o conforto e acessibilidade, ajudando os moradores a fazerem essa travessia da Avenida Brasil com segurança – disse a secretária Jessick Trairi.

O planejamento contempla levantamento topográfico, sondagens e projeto estrutural. A execução da infraestrutura será realizada com fundações em estacas raiz. A passarela será composta de blocos e pilares em concreto armado, contando com rampas e vãos. A nova passagem de pedestres também receberá guarda-corpo e serviços de pintura e acabamento. A previsão é que a passarela seja entregue à população em seis meses.

Você pode gostar também