Balanço da chuva no Rio de Janeiro em 30/1/2020

As nuvens que provocaram chuva forte sobre o Rio de Janeiro na noite da quinta-feira, 30 de janeiro,  vieram em parte de Minas Gerais e de São Paulo, mas algumas se formaram sobre a própria cidade.

 

 

A instabilidade mais forte passou sobre bairros das zonas norte e sul do Rio de Janeiro. Em alguns bairros não choveu ou a chuva caiu muito fraca.

 

 

Nuvens carregadas (manchas vermelhas) sobre o Rio de Janeiro às 20h20 de 30/1/2020

 

 

Recorde de calor

O intenso calor que fez sobre a cidade do Rio à tarde potencializou a chuva à noite. A tarde de 30 de janeiro foi a mais quente deste verão e deste ano no Rio de Janeiro, com temperatura máxima de 38,6°C na Marambaia, pela medição do INMET – Instituto Nacional de Meteorologia .

O Grande Rio foi o local mais quente do Brasil nesta quinta-feira. O INMET registrou também 38,1°C em Jacarepaguá e  38,0°C em Duque de Caxias. A base aérea de Santa Cruz, na zona oeste carioca, teve 39°C à tarde.

 

O Alerta Rio – Prefeitura do Rio de Janeiro pôs a cidade do Rio em “estágio de mobilização” às 18h55 e no “estágio de atenção” às 20h05.

 

Volumes de chuva

Confira os maiores volumes de chuva registrados pelo Alerta Rio – Prefeitura do Rio de Janeiro, entre  18 horas e 22 horas de 30/1/2020. A chuva caiu quase toda entre 19h30 e 21h00.

 

Santa Teresa: 43 mm

Laranjeiras: 42,8 mm

Urca: 39,0 mm

Tijuca: 29,8 mm

São Cristóvão: 29,8 mm

Grajaú: 23,4 mm

Piedade: 20,8 mm

Saúde: 19,4 mm

Est. Grajaú/Jacarepaguá: 15,8 mm

 

Os demais locais de medição do Alerta Rio registraram menos de 10 mm no período entre 18 horas e 22 horas.

 

Volumes registrados pelo CEMADEN –  Centro Nacional de Monitoramento e Desastres Naturais

Totais em 3 horas, entre 19h20 e 22h20, aproximadamente, de 30/1/2020.

Itaboraí: 34,4 mm

Saquarema: 30,2 mm

Rio de Janeiro/Abolição: 22,6 mm

Rio de Janeiro/Andaraí: 22,0 mm

Angra dos Reis/BNH: 52,4 mm (entre 16h e 22h)

 

Ventania

Algumas destas nuvens bastante carregadas passaram sobre Saquarema e provocaram uma forte pancada de chuva, com uma rajada de vento com 79km/h. A medição foi do Instituto Nacional de Meteorologia.

Na cidade do Rio de Janeiro,  a maior rajada até 21 horas, em locais onde há medição, foi de 66 km/h, às 20h08, no aeroporto Santos Dumont.

A base aérea de Santa Cruz registrou uma rajada de 55 km/h às 18h26.

Carregando...
Botão Voltar ao topo
Fechar