fbpx

URGENTE!!FUNCIONÁRIOS DA ATENTO DE CAMPO GRANDE FAZEM PARALISAÇÃO POR CAUSA DO CORONAVIRUS

 

FUNCIONÁRIOS DA ATENTO DE CAMPO GRANDE FAZEM PARALISAÇÃO

“Ontem 19/03 os funcionários da empresa de telemarketing Atento Brasil, site de campo grande- RJ, paralisaram suas atividades no atendimento pois até o momento a empresa não se manifestou em relação a esse surto do Convid-19. Nesse mesmo site já tem alguns funcionários que foram afastados com a suspeita do vírus, mas os demais continuam trabalhando normalmente como se não tivesse acontecendo nada.
Supervisores e gestores da empresa não dá nenhum parecer sobre o assunto.
Essa semana a empresa afastou as pessoas com diabetes e gestantes porque falaram que são pessoas de alto risco. Até então ok, mas e os demais? Não tem a possibilidade de se infectar no trajeto até o local de trabalho também? E detalhe, e os familiares que eles tem em casa, que são idosas(os), crianças, pessoas com diabetes, hipertensão, dentre outros problemas de saúde que também levam a mortalidade que também são pessoas de alto risco, se o funcionário se infectar na rua e transmitir dentro de casa a empresa também vai arcar com a responsabilidade do tratamento dos familiares?
Que descaso é esse? Eles não precisam ficar dentro de casa?
Será que só vão paralisar depois que morrer alguém dentro da empresa pelo vírus?
Pelo amor de Deus senhores gestores e superiores da Atento campo grande, zelem pela vida dos funcionários de vocês, pois são eles que saem de casa todos os dias pra prestar atendimento por operadoras de telefonia que prestam um péssimo serviço ao cliente e mesmo assim estão ali vestindo a camisa junto com a empresa, sofrendo pressões psicológicas, sendo humilhados por superiores e muitos ali só não pede demissão porque depende dos 700,00 (valor aproximado que muitos recebem por causa dos descontos) que pagam de salário pra sobreviver. Gostaria que fosse anonimamente pois sou funcionária, e eles perseguem a gente quando fazemos qualquer tipo de reclamações.”

 

Carregando...
Botão Voltar ao topo
Fechar