Pessoas nervosas ganham mais peso, saiba como evitar este mal

acg

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Está muito enganado quem pensa que a raiva é um sentimento unidimensional, demonstrado apenas pela falta de bom humor. Há algum tempo a ciência tem estudado as emoções e o comportamento humano, encontrando resultados surpreendentes, inclusive sobre o fato de existirem diversos tipos de raiva, com vários sintomas e graus de intensidade.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Dentre estes sintomas, podemos ter a presença de desequilíbrio emocional, irritabilidade, comportamentos de risco, sentimento de culpa e diversos outros problemas prejudiciais a saúde. Por tanto, sentimentos como a raiva, muito comum em pessoas nervosas, podem estar ligados a enfermidades mais complicadas, como depressão e a obesidade.

Saber como evitar comportamentos nocivos à sua saúde e aprender a controlar melhor a sua raiva pode ser fundamental para prevenir doenças e a alteração do seu peso. Por isso, fique ligado nas explicações e nas dicas a seguir:

A adrenalina é o início de tudo

Tudo começa com a adrenalina

Já é cientificamente comprovado que o fluxo sanguíneo entre órgãos e músculos é afetado diretamente quando estamos com raiva. Estas mudanças em nosso sistema corporal não tem sua origem apenas em nosso estado emocional, mas também está intimamente ligada aos processos químicos que ocorrem no nosso corpo.

Por isso, quando estamos nervosos e com raiva, um hormônio chamado Adrenalina é liberado em grande quantidade, preparando o organismo para enfrentar uma situação que pode ser encarada como um embate, uma luta, ou até mesmo a fuga de um perigo iminente. Esta ação estimula o coração e eleva a tensão arterial, o que pode provocar inclusive um estado de ansiedade.

Neste momento, o corpo entra em alerta e estas alterações resultam na ausência de fome. Por isso, quando estamos em um momento de raiva não sentimos vontade de comer, porém este estado dura pouco tempo, o que acarreta em um problema alimentar sério, que vamos tratar a seguir.

Depois que o estado de alerta provocado pela raiva passa, o hormônio da adrenalina cai naturalmente e o corpo tem a necessidade de repor todo este gasto energético, então passamos a ter vontade de comer.

Após nosso estado de irritação e a alteração do sistema nervoso, há uma tendência de recorrermos a uma alimentação irracional e compulsiva, também chamada de “Alimentação Emocional”. Ou seja, corremos o risco de comer alimentos que não são bons para nossa saúde e em grande quantidade, o que nos trará uma satisfação imediata, porém será prejudicial a longo prazo.

O que fazer para evitar a alimentação emocional

O que você pode fazer

Veja Também

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Uma atitude importante para não cair na armadilha da alimentação emocional é tentar deixar alimentos mais saudáveis sempre à vista e dificultando o acesso aos alimentos com alto teor calórico e menos saudáveis, assim você terá um tempo maior para pensar duas vezes antes de comer algo que te faça mal.

Lembre-se sempre, seguir uma dieta balanceada, rica em vitaminas, minerais e nutrientes fará a diferença na sua saúde e no seu peso no futuro.

Quanto mais ansiedade, maior o estresse

Já é de conhecimento de muitos pesquisadores que a ansiedade tem relação com o aumento do estresse. Por isso, o hormônio cortisol tende a aumentar quando estamos neste estado. Se liberado em grande quantidade, este hormônio pode ser prejudicial para nossa pressão arterial, coração e também influenciar nosso peso corporal.

O cortisol é responsável por transformar o açúcar no sangue em gordura, tornando o processo digestivo mais difícil. Com isso, temos um aumento de peso e acúmulo de gordura que pode comprometer nossa saúde.

O que fazer para diminuir o estresse

Um corpo que se movimenta, é um corpo com longevidade. Por isso, busque se movimentar, fazer caminhadas leves, mesmo que de curta duração, porém que sejam regulares. Ir à academia, passear pelo bairro, fazer esportes, são atividades que vão melhorar seu humor e fazer você se sentir melhor.

Dicas para uma vida equilibrada e saudável

Estar bem consigo mesmo, tanto fisicamente, quanto mentalmente é fundamental para você ter mais tranquilidade e qualidade de vida. Com equilíbrio, você certamente irá descobrir novas maneiras de viver com mais harmonia.

Leia mais, dedique mais tempo às coisas que você realmente gosta, encontre seus amigos, tenha um bom papo e dê boas risadas também em família. Tudo que proporcionar prazer e paz fará bem a sua saúde e ao seu bem-estar.

Compartilhe estas dicas com seus amigos, elas podem ser de grande valor para eles. Deixe sua opinião sobre este tema abaixo nos comentários.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...

Send this to a friend