VAMOS FALAR DE DEPRESSÃO? LEIAM E OPINEM

Acg

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Atualmente cerca de 350 milhões de pessoas sofrem de depressão no mundo. Não é a toa que é considerada o “mal do século”. Depressão é uma doença psiquiátrica crônica cuja principal característica é a alteração no humor. Pode ser identificada em três níveis: leve, moderada e grave. Entender e identificar os sintomas o quanto antes ajuda na busca pelo tratamento adequado. Mas você sabe a diferença entre a depressão e uma tristeza pontual?
Acontecimentos inesperados na nossa vida como perder o emprego, separação etc., podem nos deixar tristes por alguns dias e é completamente normal. Já pessoas com depressão caracterizam-se por um sentimento de desesperança, culpa, desencanto e amargura. Perdem o interesse em realizar atividades que antes tinham prazer e alegria. Prejuízos no trabalho e família começam a surgir. Outros sintomas podem estar presentes como: ganho ou perda de peso, alterações no sono, fadiga, dificuldade de concentração, irritabilidade, idéias suicidas e baixa libido. Não existe um motivo ou causa aparente.
O diagnóstico da depressão é clínico e deve ser feito por um Psiquiatra e Psicólogo. O tratamento adequado combina o uso de medicação própria e sessões periódicas de terapia. É essencial seguir com o plano de tratamento até o fim e não parar de tomar a medicação por conta própria. Isso prejudica o organismo e contribui para uma possível recaída. A prática de atividades físicas também ajuda muito.
Se você se identificou com os sintomas busque ajuda e não se deixe levar por sentimentos de vergonha ou preconceito. Depressão deve ser tratada como qualquer doença. A família e os amigos têm um papel fundamental no tratamento, pois podem contribuir auxiliando na alimentação, higiene, organização do espaço e sempre que possível na interação com outras pessoas. Depressão é uma doença altamente incapacitante e pode matar. Não é preguiça ou má vontade. CUIDE-SE! BUSQUE AJUDA!

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Sou Michelle Carvalho, Psicóloga há oito anos, Formação na abordagem Cognitiva Comportamental há oito anos. Treinamento no atendimento de casais e família. Tenho consultório em Campo Grande e no Recreio atendo adultos, casais e família.

 

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Comentários
Carregando...