The news is by your side.

GM vai consertar todos os respiradores quebrados no Brasil

33

 

 

A GM (General Motors) anunciou nesta quarta-feira, 25 de março, que irá ajudar o Brasil no combate ao novo coronavírus COVID-19. O grupo informou que irá consertar todos os respiradores que estão com defeito no país através da Iniciativa + Manutenção de Respiradores.

Além da General Motors, a iniciativa conta com a ajuda do SENAI (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial), Abeclin (Associação Brasileira de Engenharia Clínica) e do Ministério da Economia. A GM informou ainda que outras montadoras estão envolvidas na força-tarefa, mas não mencionou quais.

A notícia do conserto dos respiradores chega em boa hora, uma vez que o país tem registrado mais de dois mil casos confirmados de coronavírus COVID-19. Além disso, o presidente Bolsonaro vem mostrando resistência em adotar medidas para frear o avanço do vírus.

GM vai consertar todos os respiradores quebrados no Brasil

“Colocamos a nossa expertise, instalações e força de trabalho voluntário técnico à disposição das autoridades. Este é o momento de usarmos todas as armas que temos contra este vírus e a GM fará tudo o que está ao seu alcance para ajudar o Brasil e o mundo a passarem por este momento difícil”, disse Carlos Zarlenga, presidente da GM América do Sul.

A GM e as outras organizações envolvidas já conseguiram localizar mais de três mil aparelhos respiradores que estão parados. Segundo a fabricante, o número pode ser ainda maior.

GM vai consertar todos os respiradores quebrados no Brasil

A montadora explica que pretende reparar todos os aparelhos. Ela também ficará responsável por buscar os equipamentos nas unidades de saúde, enviar até uma fábrica e devolver para o hospital. O conserto será feito pela equipe de voluntários do SENAI.

“Neste momento, em paralelo ao levantamento que está sendo feito do número, localização e modelo dos equipamentos parados, estamos treinando virtualmente nosso corpo técnico voluntário e preparando salas nas operações da GM no Brasil para realizarmos os reparos na semana que vem”, declarou Dr. Carlos Sakuramoto, gerente de inovação da GM.

[Fonte: General Motors]

Você pode gostar também