Você pagaria R$ 5.500 por uma injeção na vagina que ajudasse a ter mais orgasmo?

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Veja Também

DESCASO NA SAÚDE DO RIO

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Método usa material retirado do corpo da própria paciente e promete, além de orgasmos mais fortes e frequentes, aumento do desejo e da libido

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

É muito comum mulheres reclamaram que não sentem prazer nas relações sexuais. Aqui no Delas , por exemplo, temos um e-mail para o qual nossas leitoras podem mandar dúvidas sobre sexo ( [email protected] ) e são inúmeros os questionamentos sobre orgasmo – ou a falta dele. E você pudesse tomar uma injeção na vagina que te ajudasse a ter mais prazer?

Injeção promete dar mais orgasmo à mulher e ainda trazer outros benefícios para a vida sexual
Reprodução/Instagram/@maddy.cosmeticnurse

Injeção promete dar mais orgasmo à mulher e ainda trazer outros benefícios para a vida sexual

O  método já foi notícia outras vezes e, agora, está de volta às páginas dos jornais internacionais e redes sociais. O procedimento é um injeção de plasma rico em plaquetas e promete promover orgasmo mais forte e frequente, além de trazer outros benefícios.

Segundo informações recentes do jornal “Daily Mail”, as tais injeções, conhecidas como “O-boost”, custam, cada aplicação, em torno de 2 mil dólares australianos (aproximadamente R$ 5.500). É possível fazer as aplicação uma vez ao ano.

Como funciona o método de injeções para ter mais orgasmo

Método que promete dar mais orgasmo consiste em injetar plasma rico em plaquetas na vagina da paciente
Reprodução/Instagram/@maddy.cosmeticnurse

Método que promete dar mais orgasmo consiste em injetar plasma rico em plaquetas na vagina da paciente

 De acordo com a clínica “The Manse”, da Austrália, o método consiste em retirar sangue do braço da paciente e levar o material para uma máquina que separa as células. Em seguida, as plaquetas são recolhidas com uma seringa e reaplicadas na paciente. É o chamado plasma rico em plaquetas (PRP).

Para a aplicação, é passada uma pomada anestésica e também é usada uma anestesia local. A injeção é feita no clitóris, abaixo da uretra, logo na entrada da vagina .

Segundo os médicos da clínica, o procedimento é praticamente indolor, já que usa anestesia, e um dos contras é que a paciente pode sentir muita vontade de fazer xixi, mas a sesanção deve passar em 24 horas. Por uma semana ela pode também ter um excesso de líquido na vagina, por isso é recomedado o uso de absorvente.

Como o  clitóris é uma região extremamente sensível, é recomendado esperar 24 horas após o procedimento para ter a primeira relação sexual.

Benefícios prometidos com a injeção

Além de orgasmo mais forte e frequente, método diz que ajuda a aumentar libido e até a diminuir dores durante o sexo
shutterstock

Além de orgasmo mais forte e frequente, método diz que ajuda a aumentar libido e até a diminuir dores durante o sexo

A enfermeira Madeline Firkins, que trabalha em outra clinica australiana, faz uma publicação no Instagram com mais detalhes do procedimento. Segundo ela, os benefícios da injeção são os seguintes:

  • Mais excitação com a estimulação do clitóris
  • Orgasmos mais fortes e mais frequentes
  • Aumento da libido
  • Diminuição da dor durante a relação sexual
  • Mais firmeza para a pele da vulva

Profissionais também defendem que o método quase não tem efeitos colaterais ou risco de rejeição, já que é totalmente natural, feito com naterial da própria paciente.

Será que essa é a chave para ter mais orgasmo ? Lembre-se que quando se fala de qualquer procedimento, é importante pesquisar bem o local e os profissionais responsáveis para evitar qualquer problema.

 

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...

Send this to a friend