The news is by your side.

π˜½π™šπ™—π™š π™¨π™šπ™¦π™ͺπ™šπ™¨π™©π™§π™–π™™π™– π™š π™‘π™šπ™«π™–π™™π™– π™₯𝙖𝙧𝙖 𝙀 π˜Ύπ™€π™’π™₯π™‘π™šπ™­π™€ 𝙙𝙀 π˜Όπ™‘π™šπ™’π™–π™€ Γ© π™§π™šπ™¨π™œπ™–π™©π™–π™™π™– π™₯π™šπ™‘π™– π™₯π™€π™‘π™žπ™˜π™žπ™– π™šπ™’ π™Žπ™–π™£π™©π™žπ™¨π™¨π™žπ™’π™€

369

 

π˜½π™šπ™—π™š π™¨π™šπ™¦π™ͺπ™šπ™¨π™©π™§π™–π™™π™– π™š π™‘π™šπ™«π™–π™™π™– π™₯𝙖𝙧𝙖 𝙀 π˜Ύπ™€π™’π™₯π™‘π™šπ™­π™€ 𝙙𝙀 π˜Όπ™‘π™šπ™’π™–π™€ Γ© π™§π™šπ™¨π™œπ™–π™©π™–π™™π™– π™₯π™šπ™‘π™– π™₯π™€π™‘π™žπ™˜π™žπ™– π™šπ™’ π™Žπ™–π™£π™©π™žπ™¨π™¨π™žπ™’π™€

Uma bebΓͺ de 5 meses sequestrada e levada para a Fazendinha, no Complexo do AlemΓ£o, Zona Norte do Rio, foi resgatada na noite desta quarta-feira (22) por policiais civis.

Beatriz Figueira de Assis foi tirada da mΓ£e por trΓͺs mulheres na noite de terΓ§a-feira (21). Um cartaz de desaparecida com a foto da crianΓ§a (veja abaixo) jΓ‘ estava sendo divulgado. Nesta quinta, as autoras do rapto foram convencidas pela polΓ­cia a devolver a bebΓͺ numa praΓ§a em SantΓ­ssimo, Zona Oeste.

Informaçáes iniciais da polΓ­cia indicam que as trΓͺs mulheres que levaram a menina sΓ£o uma mΓ£e e duas filhas – uma delas menor de idade. A adolescente foi apreendida e uma das mulheres foi presa.

Segundo a delegada Ellen Souto, titular da Delegacia de Descoberta de Paradeiro, hΓ‘ um mΓͺs o trio abordou a mΓ£e de Beatriz na Coordenadoria Regional de Educação (CRE) em Triagem oferecendo entregar mantimentos para a bebΓͺ.

“Ali, elas se aproximaram da vΓ­tima. Ontem [terΓ§a-feira], elas mantiveram contato pedindo pra que fosse feito o encontro, pra que elas fizessem a entrega dos donativos”, explicou a delegada.

Entretanto, o trio teria dopado a mΓ£e de Beatriz e obrigado ela a entrar com a nenΓ©m num carro de aplicativo. No meio do caminho, as sequestradoras conseguiram se livrar da mΓ£e.

Nesta quarta, os policiais civis conseguiram monitorar as sequestradoras e resgataram a bebΓͺ.

A princípio, uma das detidas disse que o rapto teria ocorrido para que a criança servisse de pretexto para que outra autora do sequestro reatasse o casamento com o ex-marido.

Ela alegaria que Beatriz seria filha do casal, que teria nascido durante a separação.

π™Žπ™žπ™œπ™– 𝙣𝙀𝙨𝙨𝙖 π™‹π™–Μπ™œπ™žπ™£π™– π™š π™›π™žπ™¦π™ͺπ™š π™₯𝙀𝙧 π™™π™šπ™£π™©π™§π™€ 𝙙𝙖𝙨 π™£π™€π™©π™žΜπ™˜π™žπ™–π™¨…
π™€π™£π™«π™žπ™š π™™π™šπ™£π™ͺΜπ™£π™˜π™žπ™–π™¨, π™žπ™£π™›π™€π™§π™’π™–π™˜Μ§π™€Μƒπ™šπ™¨, π™«π™žΜπ™™π™šπ™€π™¨ π™š π™žπ™’π™–π™œπ™šπ™£π™¨ π™₯𝙖𝙧𝙖 𝙣𝙀𝙨𝙨𝙀 𝙀 𝙒𝙝𝙖𝙩𝙨𝙖π™₯π™₯ (21) 99065-1265

π™¨π™šπ™¦π™ͺπ™šπ™¨π™©π™§π™–π™™π™– π™š π™‘π™šπ™«π™–π™™π™– π™₯𝙖𝙧𝙖 𝙀 π˜Ύπ™€π™’π™₯π™‘π™šπ™­π™€ 𝙙𝙀 π˜Όπ™‘π™šπ™’π™–Μƒπ™€ π™šΜ π™§π™šπ™¨π™œπ™–π™©π™–π™™π™– π™₯π™šπ™‘π™– π™₯π™€π™‘π™žΜπ™˜π™žπ™– π™šπ™’ π™Žπ™–π™£π™©π™žΜπ™¨π™¨π™žπ™’π™€

Uma bebΓͺ de 5 meses sequestrada e levada para a Fazendinha, no Complexo do AlemΓ£o, Zona Norte do Rio, foi resgatada na noite desta quarta-feira (22) por policiais civis.

Beatriz Figueira de Assis foi tirada da mΓ£e por trΓͺs mulheres na noite de terΓ§a-feira (21). Um cartaz de desaparecida com a foto da crianΓ§a (veja abaixo) jΓ‘ estava sendo divulgado. Nesta quinta, as autoras do rapto foram convencidas pela polΓ­cia a devolver a bebΓͺ numa praΓ§a em SantΓ­ssimo, Zona Oeste.

Informaçáes iniciais da polΓ­cia indicam que as trΓͺs mulheres que levaram a menina sΓ£o uma mΓ£e e duas filhas – uma delas menor de idade. A adolescente foi apreendida e uma das mulheres foi presa.

Segundo a delegada Ellen Souto, titular da Delegacia de Descoberta de Paradeiro, hΓ‘ um mΓͺs o trio abordou a mΓ£e de Beatriz na Coordenadoria Regional de Educação (CRE) em Triagem oferecendo entregar mantimentos para a bebΓͺ.

“Ali, elas se aproximaram da vΓ­tima. Ontem [terΓ§a-feira], elas mantiveram contato pedindo pra que fosse feito o encontro, pra que elas fizessem a entrega dos donativos”, explicou a delegada.

Entretanto, o trio teria dopado a mΓ£e de Beatriz e obrigado ela a entrar com a nenΓ©m num carro de aplicativo. No meio do caminho, as sequestradoras conseguiram se livrar da mΓ£e.

Nesta quarta, os policiais civis conseguiram monitorar as sequestradoras e resgataram a bebΓͺ.

A princípio, uma das detidas disse que o rapto teria ocorrido para que a criança servisse de pretexto para que outra autora do sequestro reatasse o casamento com o ex-marido.

Ela alegaria que Beatriz seria filha do casal, que teria nascido durante a separação.

 

VocΓͺ pode gostar tambΓ©m