Economistas aconselham como investir durante alta do dólar

Na última semana, o dólar chegou ao valor de R$ 4,1717 na quinta-feira (29), alcançando o maior patamar de fechamento desde setembro do ano passado. Além disso, atingiu uma valorização de 8,50% no mês de agosto, maior nível de encerramento mensal desde setembro de 2015. A instabilidade econômica entre China e Estados Unidos, decorrente da disputa comercial, e a moratória da Argentina são os principais motivos para o alto valor da moeda norte-americana.

“Continuamos com essa volatilidade devido a guerra comercial entre Estados Unidos e China. Ninguém sabe qual vai ser o posicionamento do Donald Trump, já visando as eleições de 2020 nos EUA. Outro motivo é o calote argentino. Então, a dificuldade da economia argentina aliada ao fato que a Argentina é um parceiro importante do Brasil, isso vai afetar a balança comercial brasileira e também pode desvalorizar nossa moeda em relação ao dólar”, disse Cesar Caselani, professor de finanças da Escola de Administração de Empresas de São Paulo, mantida pela Fundação Getulio Vargas.

Vanei Nagem, responsável pela mesa de câmbio da Terra Investimentos, acrescentou as queimadas da Amazônia como um dos fatores para alta da moeda. “As incertezas internas, a questão da Amazônia e como isso vai se desenvolver fizeram com que o dólar chegasse ao patamar mais alto do ano”, falou.

Coordenador dos cursos de pós-graduação da Faculdade Fipecafi, Estevão Garcia de Oliveira Alexandre comentou quais as melhores formas para as pessoas investirem durante o período de variação do dólar.

“Nunca colocar seu dinheiro em um único tipo de ativo. Portanto, é importante fazer investimentos em vários tipos de ativos, levando em consideração o perfil de risco”, disse o coordenador.

Garcia também destacou como agir para as pessoas que pretendem investir. “Exclusivamente no câmbio, levando em consideração que há uma volatilidade muito grande, como é um ativo que tem risco alto, os melhores investimentos seriam de médio a longo prazo, mais de um ano pelo menos e você ainda tem a chance de perder recursos neste período”, ressaltou.

Vanei Nagem, porém, aconselhou os investidores a terem cautela nesse momento. “A gente pode dizer que a cautela é a principal atitudes que todos devem tomar”.

Viagens para o exterior

Para as pessoas que irão viajar, Nagem destaca que a melhor solução é ir comprando dólar aos poucos, para assim evitar as grandes movimentações e ficar em uma média.

“Se a pessoa tem uma viagem marcada ela pode começar a comprar a moeda aos poucos até chegar a data de viagem, para dessa forma pegar um dólar alto e um baixo e ficar em uma média agradável”, falou.

Para finalizar, Vanei advertiu: “As pessoas podem evitar grandes viagens ao exterior, pois a conta pode ficar um pouco pesada”.

 

Carregando...
Botão Voltar ao topo
Fechar