The news is by your side.

PROPAGANDA DA WOLKSWAGEN COM CASAL GAY VIRA ALVO DE ATAQUES HOMOFÓBICO

269

PROPAGANDA DA WOLKSWAGEN COM CASAL GAY VIRA ALVO DE ATAQUES HOMOFÓBICO

Após estrelar a campanha do Volkswagen Polo, que movimentou as redes sociais por trazer a foto de um casal gay, a família de Murillo e Diego Xavier vem sofrendo ataques e ameaças. Apesar de temer as retaliações – e dizer que não quer ser mártir – a dupla acredita que a participação tenha sido importante para reforçar que o público LGBTQIA+ é consumidor e pode ocupar espaços até mesmo em meios tradicionalmente machistas, como o automotivo.

UOL Carros conversou com Diego, que além de ter estrelado a campanha ao lado de seu marido é jornalista e ativista LGBTQIA+, coordenando projetos de empregabilidade. Ele conta que é a segunda vez que o casal sofre ataques devido à campanha da Volkswagen, que começou a ser veiculada em 2021, mas que agora as acusações e ameaças chegaram à sua família.

“Na primeira vez, esse movimento ficou só na internet, mas agora eles abusaram: foram para cima dos meus irmãos e sobrinhos, que não têm nada a ver com isso. Sou um exemplo de LGBTI que teve que sair do interior para viver a sexualidade de forma plena na capital”, conta Diego, que saiu de Cambé, onde sua família ainda vive, para morar em Curitiba.

Diego explica que ele e o marido não imaginavam a proporção que a campanha tomaria, pois foi construída, inicialmente, para ser veiculada em junho de 2021, considerado o mês da diversidade.

“Nessa data, todas as empresas fazem ações, então todo mundo está um pouco mais amigável à causa, as propagandas não geram tanto impacto. Essa continuação mostra até um comprometimento maior por parte da marca. O saldo é positivo, é uma questão de representatividade, de mostrar que o público também paga impostos e é consumidor. Mas não quero ser mártir. Ninguém quer morrer. Os ataques são preocupantes”, lamenta.

“A Volkswagen está corretíssima”, fiz professor da ESPM
Para o professor de planejamento de campanha da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), Murilo Moreno, a Volkswagen acerta ao mostrar a diversidade de uso de seus carros, mas precisará de um trabalho intenso para não perder clientes.

“No Brasil, a gente tem tido, diversas vezes, reações contrárias

 

 

Você pode gostar também